Dia 5 - Recompensas da Sabedoria

Jan 5 2020

 

Os primeiros nove capítulos de Provérbios estão cheios de versos que falam sobre as recompensas da sabedoria, principalmente conectadas a bênçãos, riquezas duradouras, honra, vida longa e sucesso. Talvez você pense que tais versos estão se referindo a bênçãos espirituais e riquezas no céu – que essas coisas são reservadas para o céu. Mas quando nós estivermos no céu, não precisaremos de coisas como riquezas e vida longa. Essas coisas, com certeza, vêm dos céus, mas se você não tiver uma verdadeira revelação do propósito de Deus para a sua vida aqui na terra, você não apreciará o porquê essas recompensas da bênção são necessárias enquanto você estiver aqui.

Por outro lado, as Escrituras constantemente contrastam a situação de estar suficientemente satisfeito e o desejo de Deus de trazer bênçãos em abundância para você. Como isso deve funcionar? Essas ideias são contraditórias? Veja o que Paulo entendeu sobre bênçãos em sua carta aos coríntios:

 E Deus é poderoso para fazer que lhes seja acrescentada toda a graça, para que em todas as coisas, em todo o tempo, tendo tudo o que é necessário, vocês transbordem em toda boa obra.
2 Coríntios 9:8 (NVI)

Paulo nos dá uma imagem concisa da relação entre suficiência e abundância. Ambas são para aquele que acredita e ambas têm um propósito na vida do cristão. A versão Amplified Bible (AMP), em tradução livre, nos dá mais detalhes desse mesmo verso:

E Deus é poderoso para que lhes seja acrescentada toda a graça (todo favor e bênção na terra) em abundância, para que você possa, em todo tempo, sob toda circunstância, qualquer que seja a necessidade, ter o suficiente [possua o suficiente para não requerer auxílio ou suporte, mas esteja provido em abundância para toda boa obra e doação beneficente].
2 Coríntios 9:8 (AMP, tradução livre)

Você acha que a palavra “suficiente” nas Escrituras significa apenas ter o suficiente dado pela graça de Deus? Paulo deixa claro que suficiência é o favor de Deus e a bênção por Sua graça. Não importa o que seja, nós não vamos precisar de auxílio ou suporte, pois essa suficiência se torna abundante para toda boa obra. Nada é omitido e ninguém fica para trás. É assim que esses dois temas – satisfação e abundância – trabalham juntos de um lindo modo. É a diferença entre postura e posição; como eu me sento e onde eu me sento. Como eu me sento? Satisfeito. Onde eu me sento? Abençoado.

O que isso quer dizer para você e para mim? Quer dizer que, enquanto estamos satisfeitos, entendemos que nossas vidas têm um propósito maior e que nosso transbordar e nossa abundância nos capacitam a espalhar o Evangelho para muito além da nossa esfera. Isso significa que nos posicionamos para dar e contribuir para toda boa obra no Reino de Deus. Quando você está atento ao chamado, você não tem problemas com a ideia de Deus lhe abençoar, porque você entende que a bênção também lhe capacita para cumprir os propósitos dEle em sua vida.

(Deus) que nos salvou e chamou com uma santa vocação; não segundo as nossas obras, mas segundo o seu próprio propósito e graça que nos foi dada em Cristo Jesus, antes dos tempos dos séculos.

2 Timóteo 1:9 (ARC)

Deus SALVOU você para um propósito, CHAMOU você para um propósito, ABENÇOOU você para o seu PROPÓSITO! É por isso que cada cristão precisa receber a revelação da sabedoria e acreditar para ver a sabedoria alcançada; o fruto da sabedoria que a Bíblia constantemente nos ensina.

ORAÇÃO:
Obrigado, Pai, porque eu tenho a chance de viver com a Sua sabedoria e com a Sua Palavra aplicada de forma prática na minha vida, dentro e fora da igreja. Obrigado porque as recompensas da sabedoria são vida com satisfação e generosidade. Na Tua sabedoria, Tu me salvaste e me chamaste para viver pela graça de acordo com o Teu propósito. Em nome de Jesus. Amém.