Dia 13 – Uma casa saudável

Nov 7 2020

“O amor deve ser sincero. Odeiem o que é mau; apeguem-se ao que é bom.
Dediquem-se uns aos outros com amor fraternal. Prefiram dar honra aos outros mais do que a si próprios.
Nunca lhes falte o zelo, sejam fervorosos no espírito, sirvam ao Senhor.
Alegrem-se na esperança, sejam pacientes na tribulação, perseverem na oração.
Compartilhem o que vocês têm com os santos em suas necessidades. Pratiquem a hospitalidade.
Abençoem aqueles que os perseguem; abençoem, e não os amaldiçoem.
Alegrem-se com os que se alegram; chorem com os que choram.
Tenham uma mesma atitude uns para com os outros. Não sejam orgulhosos, mas estejam dispostos a associar-se a pessoas de posição inferior. Não sejam sábios aos seus próprios olhos.
Não retribuam a ninguém mal por mal. Procurem fazer o que é correto aos olhos de todos.
Façam todo o possível para viver em paz com todos.
Amados, nunca procurem vingar-se, mas deixem com Deus a ira, pois está escrito: “Minha é a vingança; eu retribuirei”, diz o Senhor.
Pelo contrário: “Se o seu inimigo tiver fome, dê-lhe de comer; se tiver sede, dê-lhe de beber. Fazendo isso, você amontoará brasas vivas sobre a cabeça dele”.
Não se deixem vencer pelo mal, mas vençam o mal com o bem.”

Romanos 12:9-21

“Os justos florescerão como a palmeira, crescerão como o cedro do Líbano;
plantados na casa do Senhor, florescerão nos átrios do nosso Deus.
Mesmo na velhice darão fruto, permanecerão viçosos e verdejantes,”

Salmos 92:12-14

Quando me perguntam sobre uma igreja saudável, não posso deixar fazer referência à Palavra, em Salmos 92:12-14. Se queremos florescer, Deus nos chama para sermos plantados em Sua casa. Porque Sua casa não é um lugar que visitamos, mas um lugar ao qual pertencemos.

A Igreja é uma família que adora e cresce junto, que em tempos de necessidade está lá para se doar, orar, apoiar e acompanhar.

Lembro-me de muitos anos atrás, um tempo antes do meu pai se graduar para a eternidade. Em seus últimos sete meses de vida, passamos dias e dias no hospital. Quando eu precisava ir ao escritório, eu saia do trabalho e pegava Lucy e meus filhos para visitar meu pai e ficar com ele.

Durante todo esse tempo, que foi um momento pessoal muito difícil, eu amava receber visitas da igreja três ou quatro vezes por semana. Pastores e outros membros da congregação vieram orar por nós e, muitas vezes, nos trouxeram comida ou nos enviaram coisas que precisávamos. Eles estavam lá para nos apoiar.

Essa é a vantagem de fazer parte de uma comunidade de fé. Um lar saudável é uma família que te cerca e é seu suporte.

Em Romanos 12, Paulo pinta uma imagem de como a Igreja deve ser, nos desafia a formar uma comunidade saudável, onde cada indivíduo se sente incluído, amado e valorizado.

Uma casa saudável é cultivada com amor genuíno, ações generosas e respostas inesperadas, ou como Paulo diz, vencendo o mal com o bem. Um lar saudável é cultivado com um coração saudável!

Você e eu somos a igreja, e determinamos a cultura dela. Temos em nossas mãos a oportunidade de construir uma casa onde as pessoas possam estar plantadas, florescer, desenvolver seu potencial e alcançar o propósito de Deus para suas vidas.